Cabelos e Salão

Cabelos e Salão

publicidade
17 de setembro de 2012 • 13h05 • atualizado em 31 de Março de 2014 às 09h28

Sidecut: saiba tudo sobre o corte queridinho das famosas

Várias famosas já aderiram ao novo look
Foto: Getty Images
 

Avril Lavigne, Miley Cyrus, Rihanna, Cassie, Pink. Essas e muitas outras celebridades nacionais e internacionais já adotaram o sidecut. Mas, esse corte com a lateral mais curta, que está fazendo a cabeça das famosas, possui diversas versões. "Muitas mulheres estão optando por um estilo de cabelo desfiadinho com um trecho, bem próximo à orelha, mais curto. Porém, quem mergulha de cabeça no sidecut pode até raspar uma parte maior da cabeça e pintar os fios para dar ainda mais destaque", explica a hairstylist Adriana Damasceno, do Gilberto Cabelereiro.

Para Rosiane Pinheiro, visagista e hairstylist do i9 Hair, essa falta de padrão é justamente a marca desse tipo de corte. Aqui o que vale é o estilo. Já segundo a hairstylist Viviane Siqueira, do salão Pierre Louis, essa tendência é uma nova roupagem do estilo adotado nos anos 1970 e 1980 ligado ao movimento punk e ao clima de rebeldia. Quem quer aderir pode optar por 'raspar' as duas laterais, mas o mais comum é escolher apenas um dos lados.

Na hora de escolher qual lado cortar, os profissionais analisam o caimento do cabelo e, é claro, o gosto da cliente. "O corte deve ser feito com máquina 4 ou com uma tesoura, quando é mais curto que isso, o look fica bem mais ousado e difícil de esconder", explica o hairsylist do Espaço Contemporâneo, Joel Buratti.

De acordo com Adriana, o sidecut geralmente não fica tão harmonioso em mulheres de rosto muito quadrado, mas, como o corte não tem uma forma obrigatória, pode ser adaptado para diferentes gostos. "Em pessoas com o rosto redondo, por exemplo, podemos deixar uma ponta mais comprida, o que alonga a face", explica Rosiane. O caimento do corte em cabelos crespos normalmente não fica tão legal. E quem tem cabelo alisado e não estiver com a raiz bem retocada também deve evitar o sidecut, que vai acabar destacando o problema.

Em matéria de sidecut uma coisa é unanimidade entre os especialistas: é preciso estilo e segurança para adotá-lo. "Eu oriento a ir raspando primeiro só um pouquinho. Se a pessoa se sentir à vontade e quiser aumentar a parte raspada, ela volta para o salão", conta Viviane. Normalmente, quem adota o sidecut possui uma personalidade, um estilo de vida e uma profissão que condizem com um visual mais ousado. Porém, se esse não é o seu caso, prefira manter o resto do cabelo mais longo. "Assim ela pode brincar com o cabelo, deixando aparecer o lado raspado quando quiser. Quando não estiver a fim basta virar o cabelo para a outra lateral e cobrir a região", orienta Joel.

Se você precisar elaborar um penteado e disfarçar o corte, o especialista indica um coque lateral baixo ou trança frouxa lateral sobre a área raspada. Outro ponto importante a ser considerado é que na hora de abandonar o corte é preciso paciência, pois os lados do cabelo vão demorar para se igualar. "A hora de deixar o cabelo crescer é uma fase conturbada. O cabeleireiro precisa ir cortando apenas a base para o fio de cima ir pesando até tudo ficar uniforme novamente. Agora, se a pessoa está disposta a deixar o cabelo mais curto, o processo fica mais fácil", justifica Adriana.

Para a manutenção do sidecut, os especialistas recomendam cortar novamente o cabelo de 30 em 30 dias, aproximadamente. "Também é bom aprender a colocar ordem na desordem. Com uma pomada, um mousse ou spray, o cabelo vai ter mais volume e ficar mais bonito. Os acessórios também devem ser usados a seu favor, para dar mais estilo ao corte e ao seu look", defende Rosiane.

Terra Terra