Queratina repõe massa dos fios, mas em excesso pode ressecar

7 ago 2014
13h00
  • separator
  • comentários

A queratina é um dos nomes mais falados quando se trata de reconstrução capilar. Essa proteína fibrosa está presente em várias partes do corpo humano, inclusive nas unhas e no cabelo. Processos externos como excesso de química, sol, chapinha e secador podem abrir a escama capilar e expor a camada interna, resultando em perda de água, nutrientes e até queratina.

Queratina repõe massa capilar e na medida certa deixa fios mais macios e sedosos
Queratina repõe massa capilar e na medida certa deixa fios mais macios e sedosos
Foto: YuriyZhuravov/Shutterstock

O técnico capilar Henrique Oliveira explica que o produto é indicado para quem tem fadiga elástica e cabelo quebradiço: “A principal função da queratina é repor a massa e devolver a resistência aos fios. A melhor queratina para conseguir esse efeito é a hidrolisada extraída do broto da soja. Sua absorção é mais eficaz, deixa os fios macios e evita que fiquem enrijecidos”.

A proteína pode ser encontrada em creme, gel ou líquida. Também pode estar pura ou já misturada em outros produtos. “A queratina em creme encontrada em máscaras é mais fácil de manusear, pois elas possuem outros agentes condicionantes deixando os fios com brilho, movimento e maciez”, indica Henrique.

Detox capilar pede xampu sem sulfato para desintoxicar fios

Coque top knot é opção de penteado para 'bad hair day'

É mais indicado que o produto seja usado por um profissional, principalmente se for fazer cauterização, que aquece a queratina com calor de secador e chapinha: “Ressalto isso porque é necessária uma avaliação capilar que identifique as necessidades dos fios. Nem sempre o componente que falta no cabelo é queratina. Ele pode estar necessitando de colágeno, água ou lipídeos, e somente um profissional é capaz de avaliar e dar o tratamento adequado”.

Cuidado com excesso          
Se optar por fazer o tratamento em casa, o especialista indica não usar o produto puro, para evitar erros na quantidade: “O excesso de queratina pode quebrar e estragar os fios, trazendo efeito contrário. Portanto, a cauterização é indicada no máximo uma vez ao mês e a queratinizarão a cada 15 dias, isto dependerá do grau de dano que o cabelo apresenta”.

Henrique reafirma a necessidade de um profissional para indicar a quantidade e a periodicidade, que muda de acordo com o estado do fio: “Se a queratina for pura, o cuidado é ainda maior, pois o cabelo tende a ficar enrijecido e saturado com maior facilidade. Fios muito danificados exigem cauterização, tratamento reconstrutor mais profundo”.

 

Fonte: Canarinho Press

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade