Beleza

publicidade
29 de março de 2012 • 09h00 • atualizado às 10h18

Saiba como combater a flacidez dos seios

Uma das principais recomendações é utilizar cremes com base de colágeno e elastina
Foto: Getty Images
Tatiana Sisti

Uma das transformações do corpo que mais incomodam a mulher é a flacidez nos seios. A principal causa disso, além da idade e a famosa "lei da gravidade", é o emagrecimento excessivo. Isso causa uma rápida perda do tecido gorduroso das mamas, evidenciando o excesso de pele e deixando a região flácida e caída.

A decisão momentânea das mulheres mais corajosas é correr para uma sala de cirurgia e fazer remoção da pele ou colocar uma prótese de silicone. Mas essa não é a melhor saída para aquelas que têm certo receio de enfrentar um procedimento desses.

Uma das outras saídas é buscar uma clínica de estética de confiança e procurar o melhor tratamento. Nani Rangel, esteticista e cosmetóloga, afirma que, apesar do grande incômodo, os cuidados com essa região devem ser grandes. "Os seios têm muitas glândulas que estão desativadas e, se estimuladas com alguns tratamentos, passam a se estimular e acabam 'acordando'. Esse é o problema da radiofrequência, por exemplo", detalha. "O calor desse tratamento vai estimular essa glândulas."

De qualquer forma, a radioterapia pode auxiliar no tratamento. "Ela não pode ser feita diretamente na mama e sim, em volta dela. Desta forma, vai estimular o colágeno e a elastina que a mulher para de fabricar conforme a idade", detalha. Nani explica que a pele ao redor do seio vai se retrair, a pele vai se compactar e, consequentemente, vai puxar o tecido do seio e deixá-lo mais firme. "O maior cuidado com esse tratamento é que o calor - que pode chegar até 60 graus - não pode se aproximar dos gânglios da axila", explica. É recomendado 6 sessões com intervalo de 15 dias entre uma e outra. "Mas é um tratamento que não pode parar. Precisa sempre de manutenção", disse.

A recomendação principal de Nani é a musculação. "Exercícios de peitoral melhoram muito isso. Já é bastante usual os personal trainers passarem exercícios para essa finalidade." Além disso, claro, os cremes são indispensáveis. "Elas devem usar cremes com base de colágeno e elastina. Eles fazem com que a pele seja reconstruída e dá firmeza", finaliza.

A dermatologista Vanessa Metz explicou ao Terra alguns mitos e verdades sobre os seios. No caso de flacidez, a cirurgia plástica é indicada apenas quando há um excesso de pele ou quando a paciente quer uma região maior. "A mastopexia é a técnica utilizada para retirar o excesso de pele existente e levantar a mama", explica.

Os sutiãs modeladores ou de bojo, por exemplo, apenas modelam os seios para usar uma roupa, mas, ao retirá-los, os seios continuam com o aspecto flácido. "Esses sutiãs não conseguem suspender os seios por tempo definitivo", detalha. Os famosos cremes tensores ajudam temporariamente quando a flacidez dos seios não é acompanhada de muito excesso de pele. "Eles deixam efeito de pele mais lisa e esticada, mas só atuam na pele e não na musculatura peitoral. Ativos como DMAE, Tensine, Raffermine são indicados."

Para aquelas que dormem com sutiã, uma notícia: segundo a dermatologista, ele deixa a área abafada podendo gerar a proliferação de fungos na dobra abaixo das mamas, além de não ter efeitos contra a flacidez.

Alguns cuidados básicos devem ser tomados no dia a dia. Eles começam no banho, com uma boa higiene da área e, em seguida, aplicação de cremes ou óleos hidratantes.

Terra