Beleza

publicidade
08 de janeiro de 2012 • 09h01

Saiba melhores e piores alimentos para ter uma barriga sequinha

Iogurte natural é uma bebida que favorece a barriga sequinha
Foto: Getty Images
 

Em pleno verão, a vontade de ter uma barriga sequinha costuma aumentar, já que as roupas de praia não perdoam e deixam a região à mostra. Quer se livrar do incômodo? Pois saiba que, além de exercícios físicos e dieta balanceada, determinados alimentos podem ajudar ou atrapalhar o processo. Confira abaixo os "vilões" e "mocinhos" da batalha contra a gordura abdominal, listados pelo site da revista americana Shape:

Bom: iogurte natural ou grego
"Bactérias probióticas presentes nos iogurtes ajudam a manter o sistema digestivo saudável, o que se traduz em uma menor incidência de gases, inchaço e constipação, que pode manter a barriga lisa", disse a nutricionista Rania Batayneh.

Ruim: refrigerante
"As bebidas gasosas podem encher a barriga de ar, fazendo com que o estômago se distenda e a barriga fica inchada", afirmou o preparador de dietas e personal trainer Erin Palinski. A sugestão é apostar em água e chá-verde.

Bom: legumes crucíferos
Ingira brócolis, couve-flor, aspargos, couve-de-bruxelas, que contêm vitaminas A, C e K, além de ácido fólico, betacaroteno, cálcio, magnésio e fibras, segundo Rania.

Ruim: carboidratos refinados
Fique longe de farinhas brancas e arroz branco, porque são digeridos muito rapidamente, causando picos de insulina e de níveis de açúcar no sangue, como informou Palinski. "Esse aumento do nível de insulina em nosso organismo pode promover o aumento do armazenamento de gordura na região abdominal."

Bom: grãos integrais
Troque pão branco e arroz por cereais integrais, como pão de trigo integral, lentilha e arroz integral. "Um estudo recente publicado no American Journal of Clinical Nutrition mostrou que uma dieta de calorias controladas rica em grãos integrais diminui a gordura extra da cintura de obesos", contou Palinski.

Ruim: goma de mascar sem açúcar
"Mastigar a goma pode fazer com que engula ar, o que pode inchar a barriga", contou Palinski. O produto sem açúcar contém uma quantidade elevada de álcool de açúcar, que tende a causar inchaço e gases.

Bom: gorduras monoinsaturadas
Pesquisas indicam que uma dieta rica em gorduras monoinsaturadas, como azeite de oliva, colaboram com a perda de um pouco de gordura da barriga, mesmo quando não se altera a ingestão de calorias ou adiciona atividade física, explicou Palinski.

Ruim: alimentos salgados
Comer alimentos ricos em sódio leva à retenção de líquidos. "Quando estamos retendo o líquido, o fluido faz com que a barriga pareça inchada, mascarando o abdômem plano", acrescentou o personal trainer.

Bom: Vinagre
Um estudo japonês descobriu que a substância que dá o sabor azedo e o odor forte do vinagre, o ácido acético, pode combater a gordura. "Constataram que pessoas com sobrepeso que consumiam uma ou duas colheres de sopa de vinagre de maçã por dia durante 12 semanas apresentaram peso corporal significativamente menor, gordura visceral (da barriga) e circunferência da cintura", relatou Palinski.

Ponto a Ponto Ideias