Cuidados Especiais

publicidade
02 de abril de 2012 • 09h07 • atualizado às 16h36

Piercing no umbigo requer higiene especial; saiba como

Piercing no umbigo requer certos cuidados antes, durante e após o procedimento de inserção
Foto: Shutterstock / Terra
 

Febre na década de 1990 e início dos anos 2000, o piercing no umbigo continua presente na vida - e no corpo - de muitas mulheres, inclusive na de adolescentes. Mas, há quarentonas que também usam o apetrecho com o objetivo de aumentar o sex appeal.



Independentemente da idade, as interessadas em adotar o acessório devem tomar certos cuidados antes, durante e após o procedimento de inserção, para que ele não venha a se tornar um risco à saúde.



"A cautela não deve existir apenas no momento da escolha do profissional que realizará o procedimento, mas também ao longo do processo de colocação do piercing no umbigo", diz Thais Adura Peppe, dermatologista, membro do Corpo Clínico do Hospital Sírio Libanês e da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).



Antes de colocar

Como o umbigo é uma parte do corpo difícil de limpar e muitas vezes esquecida na hora do banho, a correta higienização do local é essencial para evitar possíveis complicações. "Antes de colocar o acessório, é preciso ser rigoroso com a limpeza, mantendo o local livre de qualquer bactéria com ajuda de um sabonete antisséptico", recomenda Thais.



De acordo com a dermatologista, outro fator importante a ser considerado são as contraindicações, pois nem todo mundo pode se submeter ao procedimento. "Pessoas com problemas de cicatrização e tendência à formação de quelóide não devem colocar o piercing, pois as chances de desenvolver infecções e complicações no local são muito grandes", alerta.



Além da higienização do local onde o piercing será colocado, é fundamental que a pessoa que irá receber o acessório esteja em boas condições, ou seja, bem alimentada e descansada.



Piercing no lugar, e agora?

Após a colocação do piercing, é preciso atenção redobrada com a higiene da região para que a cicatrização ocorra tranquilamente, sem a ocorrência de inflamações. "É importante não deixar de limpar o adereço três vezes ao dia durante um mês, evitar sauna, banho de mar, sol em excesso e piscina por 30 dias, impedir o contato da jóia com fluído corporal (suor, sangue e saliva) e não ingerir carne de porco, frutos do mar, ovo, fritura, chocolate, alimentos ácidos e apimentados durante 15 dias", orienta Maria Teresa Silva, dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).



De acordo com ela, o processo de cicatrização pode levar de seis meses a um ano. Portanto, para não prolongar este período, "é necessário evitar o uso de roupas justas e sintéticas, que costumam ficar muito coladas ao piercing. E também é aconselhável dar uma pausa, de uma semana, nos exercícios físicos, logo após a colocação do acessório", informa Maria.



Agência Hélice,
Especial para o Terra
Terra Terra