publicidade
20 de setembro de 2012 • 08h01

Ativo extraído de frutas cítricas promete clarear manchas da pele

Manchinhas causadas pelo excesso do sol, envelhecimento e hormônios da gravidez prometem ser amenizadas por ativo extraído de frutas cítricas
Foto: Shutterstock
 

Manchas originadas pelo excesso de exposição solar, processo natural de envelhecimento, e hormônios da gravidez estão com os dias contados. Ao menos essa é a promessa de um novo ativo extraído de frutas cítricas. Disponível em farmácias de manipulação, com a apresentação de prescrição médica, a substância chamada de Citrolumine 8™ pode ser incorporada a emulsões, tônicos, séruns ou géis para o clareamento da pele.

O concentrado cítrico leva em sua composição substâncias benéficas à pele extraídas de frutas como laranja, limão, abacaxi e morango, ricas em vitamina C e antioxidantes naturais responsáveis pelo clareamento da cútis. Uma grande vantagem em relação às formulações existentes no mercado é que, de origem natural, o ativo pode ser utilizado sem risco por gestantes e lactantes.

“As frutas cítricas têm princípios ativos clareadores, além de auxiliar na produção de colágeno, oferecendo firmeza e elasticidade à pele, daí a eficácia do ativo”, completa Dra. Mônica Felici, médica dermatologista da Clínica Splendore, de Campinas. Mas atenção: quem se animou e pensa que pode usar as frutas diretamente na pele precisa ter cuidado. “O concentrado cítrico, sem as devidas intervenções dos especialistas, podem piorar as manchinhas e ainda favorecer o envelhecimento”, alerta a dermatologista.

Modo de usar
Aplicado somente nas áreas com manchas, até três vezes ao dia, o ativo não tem contraindicações. Pode ser utilizado em qualquer estação do ano, independentemente do cosmético ao qual foi integrado. Quem tem axilas escurecidas, aliás, pode recorrer ao produto por ele devolver tonalidade uniforme à pele. 

 “O Citrolumine 8™ também ilumina a pele de forma natural, já que suas propriedades são orgânicas”, explica Dra. Anelise Taleb, farmacêutica e consultora técnica da TAVE, farmácia de manipulação responsável pelo desenvolvimento do Citrolumine 8™.

Protetor solar
Com propriedades anti-inflamatórias que acalmam a cútis, a substância garante fazer efeito, diminuindo e clareando a área manchada de dentro para fora, após 20 dias de tratamento. Porém, o ativo não pode deixar de ser aplicado porque as manchinhas tendem a voltar. 

Para potencializar o uso do ativo extraído das frutas cítricas e obter a eficácia do resultado contra as temidas manchinhas, o ideal é passar filtro solar diariamente, mesmo quando o tempo estiver nublado. Isso porque, o protetor fica em média apenas três horas na pele, depois desse tempo, o produto precisa se reaplicado para que sejam obtidos bons resultados contra os raios UVA e UVB.

Agência Hélice Terra