Para Sua Pele

publicidade
29 de agosto de 2011 • 11h25

Confira dicas para eliminar a incômoda "papada"

A famosa "papada" é o pesadelo de muitas pessoas
Foto: Getty Images
Patricia Zwipp

Ela surge abaixo do queixo e costuma causar incômodo estético. A famosa "papada" é o pesadelo de muitas pessoas. Quer saber como evitá-la e tratá-la? Então, confira abaixo dicas do cirurgião plástico Gustavo Merheb, do Espaço Merheb, no Rio de Janeiro; do cirurgião plástico Ricardo Cansanção, da Clínica Dicorp, no Rio de Janeiro; e da médica Marinez Peracchi, especialista em medicina estética da Clínica Dicorp.

- Uma forma de prevenir a papada é controlar o peso. Mas vale dizer que predisposição genética e características físicas podem favorecê-la.

-Pode ser causada por acúmulo de gordura abaixo do queixo, flacidez e excesso de pele.

- A cirurgia plástica é indicada quando o problema existir e o paciente apresentar vontade de correção.

- Segundo Merheb, a gordura pode ser eliminada por meio de lipoaspiração, com mínimas incisões abaixo do queixo e de cada orelha, sem cicatriz aparente (internação hospitalar de um dia, uma hora de cirurgia e retorno às atividades em dois dias).

- No caso de flacidez muscular, o músculo platisma medial do pescoço é reconstituído, com pequena incisão abaixo do queixo (internação hospitalar de um dia, uma hora e meia de cirurgia e retorno às atividades em dois dias), como informou Merheb.

- Para flacidez cutânea, Merheb indica uma incisão atrás da orelha e a pele é tensionada naquela direção, sendo que a musculatura lateral do pescoço também é reconstituída (internação hospitalar de um dia, duas horas de cirurgia e retorno às atividades em três dias).

- Os três procedimentos pedem anestesia local e sedação e podem ser feitos em conjunto, de acordo com a necessidade do paciente.

- Entre os tratamentos não-cirúrgicos mais usados está a carboxiterapia, aplicação de gás carbônico para atingir a gordura e a flacidez da pele. Promete melhorar a oxigenação dos tecidos e estimular o colágeno, além de novas fibras de elastina. São necessárias, em geral, 10 sessões. A radiofrequência e o infravermelho (NIR) consistem em aparelhos que emitem ondas capazes de elevar a temperatura da pele na camada onde o colágeno é produzido, organizando suas fibras e aumentando a produção. Normalmente, são indicadas seis repetições. Cansanção indica drenagem linfática depois do procedimento cirúrgico, para prevenir a volta da papada por conta do processo de envelhecimento.

Ponto a Ponto Ideias