Para Sua Pele

publicidade
19 de outubro de 2012 • 07h35

Conheça quatro tratamentos com vitamina E para pele

Tratamentos estéticos à base de vitamina E são ideais para ajudar no rejuvenescimento da pele, renovando o aspecto da cútis e devolvendo sua hidratação
Foto: Shutterstock
 

Conhecida por ser um potente antioxidante, responsável por eliminar os radicais livres - agentes que promovem o envelhecimento da pele - a vitamina E também é capaz de estimular a produção de colágeno, fundamental para manter a firmeza e viçosidade da cútis. Além disso, a substância protege a pele contra a radiação solar, formando uma poderosa barreira de proteção.

A boa notícia é que todos os benefícios promovidos pela substância são possíveis de serem obtidos por meio de tratamentos estéticos faciais feitos em clínicas especializadas e spas. “Por não ser um ácido, técnicas que utilizam a vitamina E como matéria-prima podem ser aplicadas em qualquer época do ano”, afirma Mariana Barbato, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Ideais para devolver a hidratação, revigorando a pele, além de ajudar no clareamento das manchinhas, os procedimentos à base de vitamina E são capazes de preencher a falta dessa substância no organismo e promover a jovialidade cutânea, deixando a pele macia e com aspecto aveludado.

Conheça, na lista a seguir, quatro tratamentos estéticos feitos com a vitamina antioxidante para manter a pele jovem e saudável.

Hidratação de Ouro 24K
Efeitos ambientais externos como poluição, exposição solar, luz branca e fumaça de cigarro são os principais responsáveis por provocar o ressecamento e envelhecimento cutâneo. Para melhorar esse aspecto áspero e sem vida da cútis, o procedimento chamado de hidratação de ouro 24K possui vitamina E e nanopartículas de ouro, fundamentais para regenerar e dar brilho à pele. A técnica pode ser realizada a cada 15 dias. Cada sessão tem duração de 50 minutos, com preço médio de R$ 150.

Decapagem biológica
Processo simples que não agride a pele, o efeito da decapagem biológica acontece em aplicações sequenciais, provocando escamação e normalização da pele, devolvendo à cútis envelhecida uma expressão firme e viçosa. A aplicação consiste na seleção de ampolas com vários ativos, como a vitamina E, indicados para cada região da face onde serão realizadas as sessões. O procedimento feito quinzenalmente custa, em média, R$ 250 e dura cerca de uma hora.

Lifting biológico
O lifting biológico atua contra a flacidez, envelhecimento e manchas, revigorando a pele e contribuindo para melhorar seu aspecto, além de devolver a hidratação e luminosidade da cútis. A técnica conta com a combinação de ativos como vitamina E e solução de colágeno.

A eficácia é observada a partir da primeira aplicação e a quantidade de sessões varia de acordo com o estado da pele. Ao custo médio de R$ 200, a sessão pode ser feita até duas vezes na semana.

Máscara hidratante
Para combater o envelhecimento precoce e estimular a renovação celular, eliminando as células mortas e deixando a pele macia e lisa, a máscara hidratante à base de vitamina E é uma boa opção. O tratamento também é importante para ajudar na circulação sanguínea, promover a drenagem linfática, remover toxinas e resíduos do corpo, além de relaxar os músculos faciais, retardando assim o aparecimento das temidas rugas.

A técnica custa, em média, R$ 150 por sessão, e promete ação purificadora à cútis. A frequência do método depende dos tipos de pele: cútis com espinhas precisam da técnica uma vez por mês, para as oleosas, é recomendado fazer o procedimento uma vez a cada 45 dias, já as peles normais, uma vez a cada dois meses.

Agência Hélice Terra Terra