Sua Pele

Sua Pele

publicidade
07 de maio de 2013 • 07h58 • atualizado em 23 de Dezembro de 2013 às 11h42

Tattoos delicadas e pequenas ganham as peles de famosos e anônimos

Confira dicas e modelos para acertar na hora de fazer uma minitatuagem

  • Roberta Figueira
 

Não é novidade que as tatuagens vêm se popularizando nos últimos anos, estando cada vez mais presente em diferentes grupos sociais. E as redes sociais contribuem muito para isso. São muitos os espaços na rede dedicados a mostrar diferente estilos de desenhos, entre eles as minitattoos. Esse tipo de tatuagem é bem pequena e normalmente possui um traço bem simples. “O desenho deve ser sempre apropriado ao tamanho da tatuagem. Imagens muito detalhadas não funcionam em um tamanho reduzido”, explica o tatuador Rafael Lobo, do estúdio Led's Tattoo.

Segundo o tatuador Paulo Tattoo, da Soul Tattoo Art e Café, os desenhos pequenos muitas vezes são escolhidos para a primeira tatuagem. “As pessoas normalmente têm medo da dor e estão um pouco apreensivas quando vão fazer a primeira. Depois que desmistifica isso, muitas vezes voltam para fazer uma tattoo maior”, conta.

Ao contrário do que pode parecer, fazer uma tatuagem pequena geralmente é mais difícil do que fazer um desenho grande, pois há menor margem de erro. “Qualquer erro fica mais visível na tatuagem pequena. Mas para qualquer caso é necessário bastante habilidade e atenção do tatuador”, defende Rafael.

Dedos da mão, tornozelo, pulso, pescoço e atrás da orelha são algumas das áreas mais escolhidas para fazer esse tipo de tatuagem
Foto: Getty Images

Para cada estilo de tatuagem há locais melhores no corpo, por isso é aconselhável conversar com o tatuador para saber se o lugar que quer tatuar combina com o desenho escolhido. “Nada é proibido, mas é preciso ver onde a tattoo se encaixa melhor. A tatuagem pequena pode parecer perdida no corpo. Há uma preocupação estética. Normalmente elas são feitas em lugares pequenos que combinam com desenhos mais delicados como pulso, nuca, pé ou atrás da orelha. Sempre falo que a tatuagem é o produto de uma relação a três: o tatuado, o tatuador e a arte”, diz Paulo.

Para quem faz a tatuagem as orientações são as mesmas independentemente do tamanho ou formato do desenho. Os cuidados dependem da técnica utilizada, mas em geral, é preciso fazer assepsia, utilizar protetor solar e hidratar a pele após a tatuagem. Para os especialistas os riscos de se arrepender não é menor quando o desenho é pequeno. “A pessoa deve ter certeza em qualquer situação. Uma tatuagem é algo que se realiza pensando em uma ação definitiva, então e muito importante tomar a decisão com sabedoria e certeza, não pelo impulso”, defende Rafael. Por isso, Paulo sempre alerta seus clientes na hora de prestar uma homenagem para o companheiro com uma tatuagem.

E quem acha que tatuagem pequena é coisa de menina está muito enganado. Segundo os tatuadores, tanto mulheres quanto homens buscam tatuagens de todos os tamanhos.

Na hora de buscar referências a internet é uma ótima ferramenta. “As pessoas postam suas tattoos e isso aguça a curiosidade das pessoas aumentando a vontade de fazer um desenho também”, diz Paulo. Os estúdios também costumam compartilhar imagens de trabalhos recentes o que ajuda na busca. “Hoje em dia as pessoas pesquisam mais, buscam indicações de amigos e estudam o trabalho do tatuador antes de tomar a decisão”, explica ele. 

<ahref="http://beleza.terra.com.br/infograficos/tatuagens-estilos/">Estilos de tatuagem</a>

Terra Terra